Crie agora sua loja virtual e ganhe 14 dias para testar todas as funcionalidades!

Como gerar tráfego para sua loja virtual e aumentar suas vendas

De nada adiante ter uma loja virtual incrível, repleta de produtos e promoções, se você não gerar tráfego. Isso porque as oportunidade de vendas online estão diretamente ligadas ao número de visitantes trazidos para sua loja virtual, seja com conteúdos ou anúncios pagos.

Afinal, para que as pessoas entrem em seu site e comprem, elas precisam saber que você existe e onde encontrar seus produtos.

No e-commerce, o relacionamento com o cliente é uma grande vantagem, principalmente considerando a pandemia e o crescimento da área. Em 2020, as vendas online aumentaram cerca de 19%, segundo relatório da Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD). Para comparação, em 2019 o índice foi de 4%.

Por isso, para quem ainda não vende pela internet ou está começando, explicaremos direitinho o que é tráfego e como gerar uma rede de cliente rentável e fidelizada para sua loja virtual. Mas antes, precisamos entender a diferença entre tráfego orgânico e pago.

O que é Tráfego Orgânico?

Tráfego Orgânico é o volume de visitas em seu site, loja virtual ou rede social adquirido sem investir dinheiro para isso. Nele, o visitante faz uma busca em qualquer mecanismo de busca online e encontra seu site sem a ajuda de um anúncio.

Ao trabalhar o tráfego orgânico da sua loja, você aumenta a autoridade da marca e a visibilidade sem gastar recursos financeiros. Além disso, seu público confiará mais nos produtos oferecidos pela sua loja virtual, com resultados a longo prazo.

Para descobrir qual é seu tráfego orgânico, você pode utilizar ferramentas como Google Search Console e Google Analytics integradas à sua loja virtual.

O que é Tráfego Pago?

Tráfego pago ou patrocinado são os acessos obtidos na sua loja virtual por anúncios, ou seja, estão sendo pagos. Investindo nessa forma de aumentar as visitas, você terá um retorno rápido, já que ela impulsiona a exibição de campanhas e peças de divulgação em sites e redes sociais.

Porém, os anúncios exigem pagamento prévio, o que quer dizer que você investirá dinheiro antes mesmo de ter qualquer resultado. Dessa forma, o ideal é possuir recursos a mais para isso.

Você pode criar anúncios e monitorar o tráfego pago da sua loja nas seguintes ferramentas: 

  • Google Ads: pode fazer anúncios pesquisa do Google, rede de display, YouTube e parceiros.
  • Facebook Ads: opção que engloba Instagram e Messenger, além do próprio Facebook.

Vale lembrar que, ao impulsionar anúncios pelo Google Ads, paga-se pelo clique, se seu anúncio aparecer nos resultados de busca e ninguém clicar, os investimentos não são desperdiçados.

Orgânico ou pago: qual tráfego escolher para sua loja virtual?

Devemos considerar que o tráfego pago pode gerar resultados com mais agilidade e facilidade. Porém, o tráfego orgânico é gratuito, sendo mais acessível para qualquer perfil de negócio e limitação de verbas.

O tráfego pago tem alcance superior em relação ao tráfego orgânico. Além disso, é possível especificar o público que irá receber os anúncios, trazendo mais tranquilidade para quem está colocando dinheiro nessa opção.

O tráfego orgânico, por outro lado, não traz resultados imediatos, sendo fruto de um trabalho contínuo de melhorias e cuidados no relacionamento com clientes.

Dessa forma, o trabalho com tráfego orgânico e tráfego pago ao mesmo tempo é o melhor caminho. Parar isso, você precisa de tempo e dedicação, direcionando bem os acessos para sua loja virtual.

Melhorando o tráfego orgânico para seu site

O tráfego orgânico precisa andar de mãos dadas com as boas estratégias de SEO (Otimização para os Mecanismos de Busca), para sua loja virtual atender aos requisitos do Google e ficar em evidência para o público.

Para isso, crie conteúdos educativos para seus clientes, que realmente sejam relevante para eles. A inspiração pode vir de suas próprias experiências, pesquisas, citações ou parcerias com especialistas. Dessa forma, você gera confiança em quem está lendo, oferecendo conteúdos de qualidade para ranquear bem sua loja virtual.

Spoiler: ao longo desse post você receberá mais dicas de como melhorar o tráfego orgânico da sua loja virtual. Fique ligado!

Cuidando do tráfego pago da sua loja virtual

Mesmo que o tráfego pago não exija otimizações SEO, isso não significa que você tenha que deixar de lado a qualidade da sua loja virtual. Pouco serve investir nessa opção se o visitante não gostar da experiência de acessar seu site. Nesse cenário, você apenas desperdiçaria o clique pelo qual você pagou.

Construa um site agradável e bonito, responsivo para dispositivos móveis, que facilite a leitura e a assimilação visual, defina o público alvo dos anúncios corretamente e busque as melhores palavras-chave nas ferramentas de tráfego.

Aumente sua visibilidade usando as redes sociais

Se você não atua nas redes sociais, as chances do seu negócio prosperar são muito pequenas. Esteja sempre presente no Instagram, no Twitter e no Facebook. Se possível, produza conteúdo para o YouTube. Essas ferramentas são indispensáveis para encontrar novos clientes e manter os atuais.

Apenas no Brasil, mais de 130 milhões de pessoas utilizam o Facebook e 95 milhões o Instagram. O WhatsApp também pode ser um grande aliado nas vendas, com mais de 120 milhões de usuários brasileiros. Esses números mostram que as pessoas estão mais próximas do que você imagina, basta saber chegar até elas. 

Como usar as redes sociais no seu e-commerce?

Atualmente, as vendas através das redes sociais podem ser feitas com poucos cliques, dentro dessas próprias ferramentas. Existem botões de compra no Pinterest, YouTube, Instagram e Facebook. Além disso, você pode utilizar essas redes para direcionar os compradores para novos produtos ou sites.

Trabalhe com diferentes redes sociais, conecte-as e não dependa apenas de uma rede social. Aventure-se no Instagram, Facebook, Twitter, YouTube, TikTok, Kwai e qualquer outra rede social que possa ser útil à sua marca. Sempre considerando também as redes sociais em que seu público esteja mais presente, e aproveite para usá-las como pontes umas para as outras. 

Agora, lembre-se: pessoas tendem a se conectarem com outras pessoas. Portanto, estabeleça esse conceito para sua marca e construa um relacionamento saudável com seus clientes, compartilhando histórias, batalhas, motivações e objetivos. Quando você cometer um erro, as chances de recuperar a imagem de sua marca serão maiores, pois os clientes já terão conhecimento do seu histórico.

Interações com os clientes e seguidores da marca

Sempre deixe brechas para que seu público interaja com sua página, através de perguntas, pesquisas, sorteios ou qualquer outra ação que possa gerar curtidas, comentários e compartilhamentos. Essa é outra atitude que pode aumentar o engajamento da sua marca.

Conteúdos patrocinados também são possíveis nessas redes, o que pode aumentar seu público consideravelmente e direcionar essas pessoas para outras páginas da web (sites, landing pages ou blogs).

Dica bônus: A realização de parcerias também pode auxiliar no crescimento de suas redes. Una sua loja a influenciadores e outras marcas, aproveitando para que essas relações sejam desenvolvidas, assim, todos são beneficiados.

Níveis de consciência dos seus clientes

É importante considerar que cada cliente possui um processo diferente de compra, nem todos os clientes estão prontos para realizar a compra.

Tenha em mente que existem pessoas que são mais propensas a comprar pela internet. Elas estão acostumadas e veem esse processo como natural e rotineiro. Já outras levam mais tempo para realizar a compra, não possuem tanta confiança e ficam com um pé atrás nessa situação.

Segundo Eugene Schwartz, autor do livro Breakthrough Advertising (1966), existem cinco níveis de consciência do cliente:

  1. Inconsciente: cliente não conhece seu produto e nem o problema que ele resolve;
  2. Consciente do problema: consumidor sabe que precisa resolver um problema, mas não sabe como;
  3. Consciente da solução: cliente identifica as formas disponíveis para resolver o problema;
  4. Consciente do produto: entende que um produto resolve seu problema, mas não tem certeza se funcionará;
  5. Mais consciente: consumidor não tem dúvidas, ele sabe que precisa do produto e já decidiu que quer comprar, aguardando apenas uma oferta.

Trace campanhas de aproximação com base nessas informações, considere todos os cenários e defina o público que você acredita ser o que trará o maior retorno para sua loja virtual.

Mas não adianta ter as redes sociais bombando, se sua plataforma não conectar sua loja virtual às redes sociais . Pesquise as opções disponíveis no mercado e escolha a que mais seja útil para você.

Instagram: aliado da sua loja virtual para gerar tráfego

Entre todas as redes sociais do momento, o Instagram pode ser um grande aliado para sua marca. Ela é a rede social com maior engajamento no mundo e que pode ser usada tanto de maneira pessoal quanto empresarial.

Em janeiro de 2021 a Opinion Box divulgou, em uma pesquisa com mais de 2 mil usuários brasileiros do Instagram que 84%, entram no aplicativo pelo menos uma vez ao dia. Sendo que metade deste número abre o Instagram diversas vezes ao dia. Cerca de 82% ainda seguem alguma marca ou empresa e 42% já usaram essa ferramenta para tirar dúvidas ou reclamar com empresas.

Assim como em sites, a inserção de links também é importante no Instagram, mas dessa vez é importante que estejam presentes na biografia do perfil. Disponibilize os dados de contato da sua marca, links de sites, blogs ou qualquer link que possa ser importante para o usuário.

As hashtags também são extremamente necessárias caso você queira que sua marca cresça e adquira engajamento. Elas funcionam como palavras-chave e devem ser exploradas, já que ao clicar em uma, o usuário observa diversas publicações em que ela está linkada, resultando em mais curtidas e novos seguidores.

Para que seu perfil ganhe engajamento e cresça nessa plataforma, procure tags que se relacionem com seu perfil, não esqueça de interagir com os usuários com comentários e curtidas e, ainda, siga outras pessoas e marcas.

A força de um Blog ativo com conteúdos relevantes

Um Blog pode ser uma boa opção para aumentar o tráfego do seu e-commerce, e o trabalho de SEO também é importante por aqui. Utilize palavras-chave, descrições, links internos e títulos chamativos, assim seu Blog receberá maior destaque para as pessoas.

Ofereça conteúdos relevantes sobre seu negócio e agregue conhecimento ao seu público, dessa forma você mantém uma relação de proximidade com o consumidor que foge do âmbito comercial.

O Blog ainda aumenta a credibilidade da sua loja, servindo como cartão de visita e servindo como uma ferramenta importante para divulgar as ações e produtos da sua marca.

As palavras-chave são fundamentais para atrair novas pessoas para sua loja virtual, se bem selecionadas, elas podem colocar sua loja no topo das ferramentas de busca como Google, Yahoo e Bing. Elas são essenciais para o desenvolvimento do tráfego orgânico de sua marca.

Investimento em tráfego para pequenos negócios

Se você possui um pequeno negócio ou quer criar uma loja online e vender pela internet, considere que apenas 3% do seu mercado potencial está buscando por uma solução, ou melhor, chegou ao processo de decisão de compra. Esse dado foi abordado por Chet Holmes em seu livro The Ultimate Sales Machine.

Portanto, ao criar anúncios pagos, tente se conectar exatamente com essa porcentagem que já está propensa a comprar, já que o valor destinado aos anúncios não é tão grande nesse período inicial. Trabalhando com R$250 até R$400 por mês, os resultados já tendem a aparecer.

Uma vez que os resultados comecem a aparecer e você entenda que é possível investir mais nessa opção sem prejudicar a saúde financeira da sua loja, aumente o valor aplicado em tráfego pago, mas sem dar um passo maior que a perna.

Dica bônus: entregue conteúdo antes, durante e depois desses lançamentos e sempre trabalhe para adaptar o que você vende para que os clientes tenham a melhor experiência de compra possível. Faça valer a pena seu dinheiro e tempo investidos, pesquise até não restarem dúvidas sobre seu público e trabalhe com campanhas direcionadas as pessoas certas.

Investimento em tráfego para médios negócios

Para médios negócios, indicamos o investimento de mil à 3 mil reais por mês, distribuindo esse valor em campanhas para três situações diferentes de tráfego: distribuição de conteúdo para público frio, remarketing para quem interagiu em algum momento com suas redes sociais e para as conversões diretas da sua loja virtual.

No primeiro cenário, crie conteúdo para quem não conhece sua loja virtual, nunca interagiu com ela e nunca consumiu da sua marca.

Já para a segunda situação, impulsione anúncios para quem já interagiu com suas redes sociais em algum momento, com quem já demonstrou interesse em algum produto da sua loja alguma vez. Use o remarketing para reativar campanhas responsáveis por reativar esses clientes, com o intuito de que tomem alguma ação.

No terceiro contexto, trabalhe com tráfego direto para tentar converter essas pessoas em clientes, tendo como objetivo único e exclusivo a venda de algum produto.

Agora que você sabe que existem opções acessíveis e que, na verdade, a comunicação com os clientes pela internet pode ser feita de diversas maneiras, que tal começar a se aventurar nesse mundo de tantas possibilidades?