Crie agora sua loja virtual e ganhe 14 dias para testar todas as funcionalidades!

Loja virtual para pequenos negócios: comece por aqui

O mercado de vendas virtuais segue crescendo. 

Cada vez mais as pessoas estão interessadas em aprender como criar uma loja virtual, seja para transformar uma loja física em e-commerce e expandir os negócios ou para começar um novo negócio, focado apenas na internet.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Compre & Confie em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o faturamento do e-commerce no Brasil cresceu 56,8% de janeiro a maio de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Boa parte desse crescimento se deve às medidas de distanciamento social aplicadas pela pandemia de coronavírus.

Contudo, a tendência é que esses números continuem crescendo e que as pessoas comecem a aderir cada vez mais às compras online.

Isso nos mostra que abrir uma loja virtual é um bom negócio. 

Por isso, se os consumidores estão cada vez mais conectados, as empresas também precisam estar.

A grande questão é que a ideia que se tem é que criar loja online é algo caro e que demanda grande conhecimento em tecnologia e programação. 

Mas não é bem assim.

É possível gerenciar um e-commerce sozinho?

Montar uma loja on-line é uma excelente maneira de começar a empreender, especialmente no momento de incertezas em que estamos vivendo no mundo.

Mas será que é possível se aventurar no universo do e-commerce sozinho? 

Dooca Commerce oferece planos super acessíveis para você montar sua loja online, além de uma assistente de configuração e assistente visual, que é a grande novidade do novo painel. 

A praticidade é tudo, né?!

Sim, o ambiente digital possui algumas diferenças em relação offline. 

Procure conhecer as principais diferenças entre o online e o offline – essas são as principais armas para evitar problemas graves.

Em 2020, o faturamento do comércio eletrônico mais do que dobrou, chegando a incríveis 122% de crescimento, segundo dados da Câmara Brasileira de Economia Digital e da empresa Neotrust, divulgado pela Folha de S.Paulo

Impulsionadas pela pandemia, as lojas virtuais movimentaram mais de R$ 115 bilhões em 2020.

Os números se mostram atrativos para os empresários que buscam alternativas para o varejo físico tradicional, e para aqueles que pensam em migrar, ou expandir para a internet as vendas de suas lojas.

Mas lembre-se de investir apenas valores que não coloquem a existência do seu negócio em risco. 


Por mais que você se planeje e conheça bem o mercado, imprevistos podem acontecer – como a crise causada pelo coronavírus.

Invista no digital apenas valores que não colocarão seu negócio em risco, e vá reinvestindo a partir dos primeiros resultados. Ao ponto que a sua venda evolui, e seu conhecimento também cresce, pode pensar em modificar as ferramentas.

Podemos dizer que uma plataforma de loja virtual para pequenos negócios precisa ser intuitiva, ter integrações para automatizar processos e ter uma aparência profissional. 

Ter uma loja virtual não é a mesma coisa que manter uma física, já que as mudanças no ambiente online são mais rápidas e dinâmicas do que no mundo real.

Por isso o planejamento minucioso e acompanhamento constante dessas mudanças é tão importante.

Agora que você já sabe tudo sobre as lojas virtuais, chegou a hora de colocar a mão na massa.

O que é preciso para abrir uma loja virtual? 

Antes de iniciar sua jornada com uma loja virtual, você precisa definir alguns pontos chave para o posicionamento e a estratégia que seu e-commerce vai seguir daqui para frente.

A primeira de todas é bem simples: definir para quem sua empresa vai vender.

Parece óbvio mas este é um erro comum de muitos empresários. 

Querer atingir a todos, muitas vezes, demanda um esforço maior e resultados piores do que se focar em uma parcela mais específica do público.

É comprovado com as técnicas de marketing digital que definir as suas personas traz melhores resultados para a empresa.

Isso porque você consegue oferecer um produto mais qualificado e relevante a quem realmente precisa dele. 

Além disso, definir o segmento de atuação da loja virtual é fundamental para o sucesso dele.

Outro passo importante, após entender e definir o público e o segmento de atuação, é o estudo do mercado. 

Neste momento, você deve observar a concorrência e comparar os preços e os serviços que prestam.


Estipular valores dentro da realidade do mercado é importante, não apenas para obtenção de lucro, mas também para o controle das receitas e gastos da empresa.

Você não pode cobrar um valor muito maior do que a concorrência, mas também não deve abaixar demais os preços senão pode acabar em maus lençóis com fornecedores e fabricantes.

Desta maneira, é necessário realizar o planejamento, a definição dos produtos e a pesquisa de parceiros para toda a jornada de compra e venda.

Não se esqueça também de considerar no planejamento os custos e a avaliação das empresas de entrega e de pós-venda, muito importantes para a manutenção e fidelização dos clientes.

Na Dooca, por exemplo, existem 5 planos disponíveis, tanto para quem está começando, quanto migrações de outras plataformas, de quem já está mais estruturado.

Você tem muitas integrações disponíveis, que estão prontas, o você só precisa ativar e configurar para já sair usando, como por exemplo:

  • Com sistemas de gestão, que são importantes para gerir seu estoque e emitir Nota Fiscal;
  • Com Hubs de logísticas, como por exemplo a Melhor Envio e entre outros, que vão te ajudar muito na gestão de envio dos pedidos, por terem negociações com transportadoras do Brasil inteiro;
  • Com Hubs de Marketplace, como o Ideris e outros, para quem quer estar presente e vender também nas grandes lojas;
  • Com os principais intermediadores de pagamento, para aceitar pagamentos no boleto e cartão de crédito com toda a segurança, assim como alguns aplicativos. Confira todas as integrações disponíveis na página de Recursos, Planos e Preços

Em relação aos intermediadores de pagamento, um ponto relevante é que na Dooca você pode conectar e utilizar mais de um, então é importante que você entre em contato para negociar as taxas com cada um deles, e pode ativar um para pagamentos no boleto e outro para pagamentos no cartão de crédito, por exemplo.

Além disso, a integração com todos eles funciona com Checkout transparente – significa que seu cliente não vai ser direcionado para outro site na hora de pagar, aumentando assim a sua taxa de conversão.

Fique atento e estude o seu planejamento para avaliar a viabilidade da contratação destes serviços para sua empresa, pois eles facilitam muito a gestão da sua loja.

A equipe da Dooca fica à disposição para tirar suas dúvidas sobre as integrações disponíveis.

Por que a gestão é tão importante para uma loja online?

O desenvolvimento tecnológico permitiu o surgimento e o crescimento dos negócios de comércio virtual nos últimos anos.

São milhares de lojas online com oferta de produtos ou serviços variados, para todos os perfis, gostos e padrões de exigência.

Assim como acontece com qualquer segmento, sempre que surgem oportunidades reais de negócio, há um boom mercadológico e um aumento sistemático da concorrência.

Vence aquela marca que tiver a melhor visão, gestão e controle dos processos.

Por isso, ficar atento a dicas para abrir uma loja online é tão importante para ter sucesso no negócio.

O que fazer para melhorar uma gestão de loja online?

A ampla concorrência do universo e-commerce requer do gestor uma visão abrangente, voltada tanto ao negócio quanto para as preferências de um consumidor que costuma deixar pistas nas redes sociais, com opiniões sobre produtos e serviços.

Uma dica para montar uma loja online é canalizar a atenção no cliente e em tudo aquilo que favoreça seu momento de compra.

Cada vez que ele cogitar adquirir determinado produto, certamente voltará o pensamento para sua loja e todas as facilidades disponibilizadas.