Crie agora sua loja virtual e ganhe 14 dias para testar todas as funcionalidades!

O que vender na internet: um guia de como começar

Você já sabe que as pessoas estão comprando online cada vez, né? Prova disso é que, segundo dados do Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital em parceria com o Neotrust | Movimento Compre & Confie, em 2020 o faturamento do e-commerce brasileiro cresceu 122%, movimentando R$115,3 bilhões. Mas já pensou no que dá por vender na internet?

Esses números impressionam e mostram o imenso potencial para lojistas de todos os tamanhos, perfis, segmentos e experiências que estejam pensando em investir no e-commerce. Oportunidades não faltam, mas para ter sucesso é preciso definir estrategicamente em quais itens apostar e decidir em qual nicho atuar: entender que os produtos que você vende são diretamente responsáveis por atrair a atenção dos clientes, que saber diferenciar o seu negócio da concorrência são fatores primordiais para fazer da sua loja um sucesso!

Precisa de ajuda para escolher o que vender na internet? Esse post é para você! Anote nossas dicas e tenha ótimos rendimentos!

Mas, afinal, o que vender na internet? 

O primeiro passo é fazer uma boa pesquisa de mercado e observar quais itens vendem o ano todo, independentemente de datas especiais. Assim você garante um faturamento estável, pois sempre terá clientes interessados nos seus produtos. Também é preciso lembrar que é possível vender tudo, desde que você saiba explicar o seu produto, suas funcionalidades e o porquê ele é diferente dos outros que o mercado já oferece.

Segundo dados de uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com o Movimento Compre&Confie, em 2020 as categorias de maiores resultados em venda foram:

  • Eletrônicos;
  • Esporte e Lazer; 
  • Telefonia; 
  • Eletrodomésticos; 
  • Informática; 
  • Moda e Acessórios;
  • Ar e ventilação.

Já deu para ter uma boa ideia das campeãs de vendas online, né? Mas isso não significa que outras categorias não possam ser bem lucrativas! Todos os dias consumidores do país inteiro precisam de produtos de cama, mesa, banho, beleza, saúde, de pet shop e brinquedos, por exemplo, e contam com a internet para manter a casa sempre abastecida, principalmente no momento de isolamento social que enfrentamos.

Depois de mapear as categorias que fazem sucesso, as separe por produtos. Um exemplo: dentro da categoria de eletrônicos, quais são os itens mais vendidos? E entre os brinquedos? Assim, fica mais fácil identificar os produtos com mais saída e montar seu catálogo de produtos.

Mas, o que vender na internet? Bom, não existe uma resposta! Isso vai depender dos seus conhecimentos, sua vontade e o público que quer atingir. Ou seja, você pode vender desde artesanatos até os cosméticos mais sofisticados. Depende de você.

Nicho de mercado

A importância de ter um produto que se destaque ou pelo menos que tenha um toque diferente pode te ajudar a vender MUITO mais. Com o passar do tempo, a guerra de preço com os grandes varejos online vem aumentando cada vez mais, no entanto, se o seu produto é diferente dos outros, ele já está em vantagem!

Alguns nichos são maiores que outros e têm mais procura. Por um lado, isso significa mais chances de venda; por outro, significa mais competição.

Existem diversas opções de como ganhar dinheiro que fica até difícil escolher no que empreender. Dessa forma, o ideal para quem está começando e não tem muita grana para investir é apostar em algo que goste e que talvez já tenha alguma experiência. Nada melhor do que falar sobre aquilo que temos certeza, né?!

Variedade de produtos

Entenda que, para começar, você não precisa ter muitos produtos disponíveis. Assim, procure testar e saber tudo sobre eles, para quando surgir alguma dúvida do seu cliente, você falar com convicção e mostrar que sabe o porquê seu produto é o melhor.

É mais vantajoso possuir um bom produto com muitas variedades do que uma infinidade de produtos com poucas diversificações. O cliente não vai sentir falta da peça que não conhece, mas será uma experiência negativa caso ele queira comprar algo que lhe agradou mas não tenha o tamanho que ele precisa.

Lucro

E vamos à parte que mais interessa: o dinheiro. Nem sempre é possível diminuir a margem de lucro, mas aplicar preços competitivos em pelo menos alguns produtos pode fazer toda a diferença para o negócio. Baseie-se nos preços praticados pela concorrência e aproveite datas especiais para oferecer bons descontos, kits de produtos e impulsionar seus números de vendas. Além disso, fique atento para implementar várias formas de pagamento no seu site, pois ele é um fator mais que importante, por essa razão, sempre verifique se seu cliente terá o maior número de opções de pagamento disponíveis para que ele escolha a que se sinta mais seguro. 

Embalagens, formas de envio e pagamento 

Além de vender um produto de qualidade, nada mais justo que o mesmo chegue em perfeitas condições para seu consumidor final. Por isso, escolha formas de envio que se importam e prezam pela qualidade da entrega. Também é válido optar por uma plataforma que ofereça diversas opções de envio (correios, transportadora, hubs de logística, entre outras) para oferecer ao seu cliente opções de prazos conforme sua necessidade.  

Plataformas para começar a loja virtual

Se você fizer uma boa escolha da plataforma para criar a sua loja virtual tenha a certeza que lidar com todas estas questões vai ser menos trabalhoso. Existem espaços feitos para te auxiliar em todo o processo de criação e você mesmo pode criar sua loja do jeito que quiser. As melhores plataformas de ecommerce vão garantir que você crie e mantenha uma loja em questão de horas, sempre garantindo um suporte eficaz. E o melhor, existem algumas opções com planos muito acessíveis para que você consiga aplicar maior investimento nos seus produtos e seguir alavancando seu negócio, todos os dias!

Divulgação 

Quem não é visto, não é lembrado, certo? Certo! Por isso, é preciso investir também na divulgação da sua loja. É importante que você esteja onde seu público estiver! Dessa forma, as redes sociais são uma ótima ferramenta de divulgação, como Facebook e Instagram que crescem todos os dias e induzem milhares de usuários a interagirem não somente entre eles, mas também com as próprias marcas.

Além de serem um canal de interação com quem já é seu cliente, elas podem se mostrar como mais um espaço para atrair novos clientes e aumentar as possibilidades de negócios. Por isso, procure por uma plataforma que tenha integração com as redes sociais para facilitar a sua gestão e os seus anúncios.

Conclusão

Não há uma resposta certa para o que vender. Na internet você pode negociar TUDO. Vender produtos online é uma forma de negócio muito lucrativa, mas para que seu projeto decole, você precisará de empenho, estrutura e estratégias consolidadas. Entenda sobre o seu produto. Pesquise, leia, planeje e depois sim, invista de forma segura e consciente. 

Se nós te pedíssemos para pensar em alguns produtos os quais você acredita estarem sendo vendidos durante a quarentena, pode ser que pensasse em itens de higiene pessoal, artigos de academia e cadeiras de escritório para a tendência do home office, correto?

E se nós, por exemplo, adicionássemos os carros de luxo a este grupo? Mesmo que não pareça um item com tanta procura neste momento (e provavelmente não é em números consolidados), você sabia que a BMW passou a vender carros pelo Instagram e Mercado Livre devido à quarentena?

Não estamos dizendo que você deve abrir agora mesmo uma loja online de carros de luxo, mas sim, te mostrar que os processos de como vender pela internet se aplicam a todos os setores, de floriculturas a materiais de construção. Lembre-se sempre: na internet seu negócio não terá barreiras para atingir o sucesso.  

Para você que não tenha muita grana para investir, é possível começar com pouco e ampliar sua loja gradativamente. Além de garantir bons lucros, vender online te proporciona liberdade, praticidade e autonomia!